O CEO do Pinterest , Ben Silbermann, prometeu abordar a falta de diversidade na empresa depois que dois ex-funcionários a acusaram de discriminação racial e pagamento injusto.

Silbermann planeja adicionar uma pessoa negra ao conselho da empresa até o final do ano e aumentar a conscientização do Pinterest sobre racismo, inclusão e preconceito, de acordo com um e –  mail enviado aos funcionários e visto pela Bloomberg .

“O que aprendi nas últimas semanas é que partes de nossa cultura estão quebradas. Sinceramente, não entendi quanto trabalho temos que fazer”, escreveu Silbermann. “Mais importante, ainda acredito que podemos fazer do Pinterest uma empresa onde os funcionários negros, pessoas de todos os grupos sub-representados e todos terão orgulho de trabalhar.”

O e-mail segue denúncias esta semana de duas ex-funcionárias, ambas mulheres negras, que disseram que eram mal remuneradas e enfrentavam questões de discriminação enquanto trabalhavam na equipe de políticas da rede social voltada para o estilo de vida.

Um porta-voz do Pinterest confirmou que o e-mail obtido pela Bloomberg foi enviado aos funcionários. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *